Internet e sua (cruel) face oculta

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube

Dei um tempo no trabalho e resolvi investir em algo que me agradasse e me fizesse mais feliz. Até que o Mulheres, resolveu sair da estagnação e fiquei pensando: e agora? Terei textos, idéias, não estando mais inserida no mercado profissional? Saberei estar à altura da responsabilidade de minha amigas Mulheres?

Daí, que estando em casa, trabalhando  em horários flexíveis, tive mais tempo para redes sociais, mais observações do comportamento humano e cheguei a triste conclusão, que caminhamos pra um novo mundo, chato pra caralho.

Explico: o anonimato da internet, tem criado monstros, factoides, revoltas, com a benção de todos. Já escrevi antes, que estamos nos tornando garrafas de coca cola, todas iguais. Agora , com um agravante: não se pode dar um peido fora do tom, que a sociedade politicamente correta te ataca; existe em uma aclamada rede social uma página denominada Humor afro descendente (ironia sensacional!) mas que faz a gente pensar que perdemos a espontaneidade, não podemos mais discordar de nada!

OI?!  O que aconteceu com a gente?

Por que tanta patrulha, moçada? Por que também tanta incitação ao ódio?

Tô louca ou apenas , levando um big choque de realidade?

Sério mesmo que a gente sempre foi assim, tão babaca?

E as coisas legais que a net tem, deixaram de contar?

Mistérios, caras e caros queridos colegas de trabalho.

Vamos deixar de ir na onda e criemos nossa própria vibe. Parem com isto por favor.

Quero nossa inocência (?) de volta!

 

tres-macacos-300x300

Bons tempos em que estes macacos, ilustravam nossa conduta!

Vida nova ou nova vida???

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube

Primeiro post depois de tanto tempo dá até frio na barriga!
Sou a Alê Barros e como a Dani Antunes já me apresentou, vou direto ao ponto!

Tenho 45 anos, e sou super vaidosa. Diante de todas as tentativas frustradas de dietas loucas, eu resolvi sair do sedentarismo e procurar uma academia. Mas eu vivia protelando a ideia por preguiça, por vergonha, pela distância.

Pra acabar com todas as minhas desculpas, abriu uma academia só de musculação do lado de casa (tipo 7 minutos a pé, 3 min de carro) e eu me senti tentada a ir pedir informações.

Entrei na academia, perguntei preço, e lembro que ainda falei pra Priscila (a recepcionista) se no meu primeiro dia eu poderia ir treinar com um saco de pão enfiado na cabeça, porque estava com vergonha. (mas ela disse que não podia)

E lá fui eu para o primeiro dia!
Ansiosa, morta de vergonha (sim, nos primeiros 5 minutos eu sou tímida), me achando horrível na roupa de academia e ainda com preconceito por ser uma “mina de 4.5” querendo ficar sarada.
Cheguei na academia de cabeça baixa, botei a franja meio escondendo os olhos, fiz a avaliação e pahhh…PQP, descobri que eu tenho (tinha) um numero bom de coxa pra marombeiras, mas no meu caso era só gordura mesmo…hahahaaha  68cm de gordura.

Uma panturrilha maior que a outra, uma bunda gigante de 117 cm, braços “fortes” e minha cintura que eu tanto amava estava indo pras cucuia. Ah, e o peso nem se fala (isso eu falo em outro post).

Sai de lá na estratégia de como mudar isso e pronto, meu treino de adaptação foi montado.

A professora me perguntou: Qual o seu objetivo? E eu respondi na lata: Quero ser muito, mas muito gostosa. Ela riu e falou: Mas vc já é, vamos melhorar tudo isso.

E lá fui eu pra esteira! Eu detesto fazer esteira, a impressão que tenho é que estou andando, andando e não chego a lugar nenhum e isso me entedia muito. E depois aparelhos…

Eu já pratiquei esportes no passado, então executar os exercícios pra mim não é tão difícil, difícil é eu manter a minha sanidade e não dar nenhum fora, não deixar cair nada e nem esbarrar nas coisas e pessoas.

E foi isso que fiz no primeiro dia! Me concentrei em fazer os exercícios sem cometer deslizes.

No primeiro mês uma amiga começou comigo, mas depois desistiu. Então eu só falava com ela, os exercícios que eu podia fazer de cabeça baixa eu fazia e quando tinha que andar pela academia (que é grande) era um tormento pra mim.

Nem sei dizer quantas e quais eram os biótipos de pessoas que tinham la, tamanha a minha vergonha. Desde o primeiro dia, eu tinha um objetivo, e era não desistir mesmo que a amiga desistisse.

O mais engraçado de iniciar a academia é que no seu primeiro exercício você já tem a sensação de ser gostosa…o espelho está lá te dizendo : Não gata, ainda não! Mas a tua cabeça diz, sim, eu já estou gostosa.

E cá estou, no meu quarto mês de academia, feliz da vida e pronta pra contar tudo nos próximos posts!

Beijos, tchau, outros!!

1 2 3 347