Insegurança

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube

Relacionamento a dois é coisa complicada. Amizades, também.
Querendo ou não, de vez em quando te bate aquela “nóia”, aqula “competição interna com as outras” (rs):

“Por que ele foi escolher justo a mim? Eu nem sou tão bonita assim!”
“Por que ela é mais amiga de fulana do que minha? É… Ela é mais inteligente que eu mesmo!”

Se isso acontece com você, querida amiga que nos lê e atura, você é completamente normal. Nem todo mundo confia no ser “amado” logo de inicio; e tem gente como eu que custa a confiar de vez.

Às vezes, por mais lindo que tudo possa parecer, sempre tem aquele “vai dar merda feelings”. Sempre achamos que vai dar errado, que tem piriguete no meio e coisas afins. Isso para relacionamentos a dois, claro. Nunca é aceitável eles gostarem da gente do jeito que somos, ou que estamos: gordas demais, magras demais, feias demais, peitudas demais… Enfim. Meu conselho? Respire, tente ser racional, viva a sua vida e jamais… jamais mesmo viva sua vida em função de um homem. Por mais lindos e carinhosos que eles sejam (e eles sempre são!), eles são homens.

|| E nem adianta o Tio Pensando vir brigar comigo por dizer essas coisas e dizer que tô revoltada! hahaha… Nem tô. Tô buscando apenas dar conselhos às meninas, partindo da minha própria experiência. #prontoadmiti ||

Voltando ao post, eu confesso: Sou e sempre fui muito insegura e sei que isso não me faz bem. Mas, fazer o quê se os homens são seres indecifráveis que ora te dizem que estão contigo e você é a única pessoa que realmente importa, ora tem uma piriguete na área que dá mole e o cara não faz nada. E, não. Não tô falando necessariamente do ‘meu’ “cara atual”.

Agora, quanto a amizades, o buraco é mais embaixo. Aí eu já acho neurose! Como assim a pessoa resolve que vai se diminuir só porque a amiga anda mais com fulana, cicrana e beltrana do que com ela? Como assim ela se acha inferior às outras amigas das suas amigas? Ciúmes? Ok. Agora, você se achar mais burra que A ou que B, so sorry, honey, mas tu é uma bela d’uma bobona!

#ficadica, então: Se a sua amiga tem outras amigas, você precisa respeitar o limite do nonsense. Nada de ficar falando que ela não te ama mais, nada de fazer #mimimi’s porque, baby, é bobeira. Se sua amiga é sua amiga mesmo, ela vai continuar sendo sua amiga mesmo que o mundo inteiro ache que você é uma filha-da-puta. Sério. Ao menos eu penso assim.

Agora, quanto aos homens… Definitivamente, cautela é preciso. Ponderar, também.
Porque, vocês sabem, com homem o buraco é mais embaixo e sempre quem acaba se ferrando é a gente.

Né não? 😉

The following two tabs change content below.
Sim ou não, dia ou noite , claro ou escuro… Sou Libra de raiz, sou forte e sou fraca quando quero… E quero o mundo! Quase virando balzquiana, sem nenhum medo de envelhecer. Falar de mim mesma é exatamente o que me mantém presa à internet… Isso aqui é meu porto seguro! Engraçada na medida certa, sensível, leal, apreciadora de literatura, inglês, cinema. Louca por series americanas e chopp gelado… Minha língua é terrível quando eu quero. Mas,é claro, isso é só um detalhe.

Latest posts by Dani Antunes (see all)

7 comments

  1. Amizades são tão complicadas como amores.
    Podes crer!
    E este lance de amizades que sugam invejosas etc..existe sim!
    Eu já vivi, é vivo algo assim hoje. Decidí que assim não me interessa não!
    Tem que ser via de mão dupla. vai e vem.
    Senão vira monólogo!
    E eu só gosto no teatro mesmo.
    beijo a todas vcs!

  2. É sim!!! Não sei o que é mais complicado o relacionamento a dois ou a duas ( no caso de amigas)…o ser humando é muito complicado e não satisfeito ainda inventamos trocentas neuroses.

    Beijos

  3. Relacionamento a dois, a duas: Viva as diferenças, só q nem td mundo pensa assim e dai a necessidade de tentar moldar o outro: aí reside o problema, pois na maioria das vezs, o q te atrai é o q te faz crescer observando as atitudes q às vezes divergem completamente das suas.
    No mais , é a velha historia os 5 dedos da mão, diferentes entre si e complentares, ao todo!

  4. Entãaao, insegurança quase sempre faz parte de quem somos! E se n bastasse as neuras conosco as neuras com homens sempre são piores!!! E com certeza sempre fica pior pra gente!!!!
    E quanto as amigas, acho q as vezes é mais fácil aceitar q um cara te largou q uma amiga te traiu por exemplo, como vc disse amiga de verdade vai sempre estar ao seu lado mesmo q tu seja a pior pessoa do mundo! rsrs
    Beijos saltitantes
    Bom fim de semana

  5. Olha, Dani… sempre que começo um relacionamento (namoro) quero que seja pra sempre e respeito para ser respeitada. Se não for mútuo, paciência. É chorar um tempo e partir para outra (ou melhor, para outrOOOO). Mas a questão da amizade é uma TRAIÇÃO MUITO MAIS F*** – na minha opinião – porque a amiga pode ter outras amigas sem te trair, mas mesmo assim AS VEZES elas traem.

    Já me ferrei demais com as amigas. Desde amiga fura-olho, passando por amiga mentirosa, até amiga invejosa. E não falo de “amizade de noitada”, pq não sou baladeira. Falo de amigas dessas “de todos os dias”, de estudar umas 5 vezes por semana, de dividir segredos, etc.

    Amigas? Amigas de verdade? Complicado isso. Fiquei muito receosa de tanto me dar mal.

    Bom, já os homens… acho que sou uma mulher de sorte. Namorei com boas pessoas. E não tenho muito o que reclamar…

  6. É o que sempre digo: A sociedade monogâmica é que causa o caos! Ora, se pode ter periguetes lá, pode também ter periguetes aqui. Por que não? Infidelidade não é exclusividade dos homens. Tampouco dissimulação. Se você for prender sua vida a essa questão, vai perder o melhor dela. Que é viver! Sim, ponderar é preciso. Mas no sentido de descobrir o limite de quanto você doa, de quanto espaço você precisa dependendo da personalidade do casal. Mas prender-se em nóia de como e quando será traída… ai é insegurança e isso pode afetar inclusive as amizades.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *