Silenciando…

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube

Florada de orquídeas, no caminho da minha casa para a praia.

Maio 2011

 

Tem vezes que a gente quer mesmo é sumir.

Nem sempre é possível.

Por isto, quando a gente magoa os outros, ainda que sem intenção, o melhor é recolher-se.

E deixar o tempo passar.

Por isto, deixo minhas flores preferidas por aqui.

Fotografei à caminho da praia, quando fui tentar refrescar um pouco a cabeça.

Pra vocês lembrarem de mim enquanto me aquieto.

E aprendo a não ser  tão impulsiva.

Intimidade: será que você esta sendo filmado? Tem certeza?

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube

 

Nesta semana (ou na outra)deve rolar uma armação na novela das nove Insensato Coração.

Os namoradinhos (Rafael e Cecília) vão ser filmados e as imagens da transa, vão cair na rede,não sem antes, passar nas mãos do pai da mocinha.

E aí cabe a pergunta: até que ponto os teens, não gostam de verdade de exibir-se?

Os celulares, note e netbooks,  com cada vez mais recursos de filmagens, já começam ser permitidos até mesmo em salas de aula ( deu na Revista Domingo , do Globo).

Os alunos(as) chegam a achar graça das proibições, do bullying subliminar revelados por eles próprios : imagens , ressaltando as limitações/atributos, são vistas em tempo real, brigas entre meninas, meninos.

Tudo no You Tube, sem cortes.

É real.

Sem falar no Twitter e Facebook.

De dentro da escola.

Como adequar-se à tecnologia, que poderia ser uma ferramenta poderosíssima , sem cair na má utilização da mesma?

A educação tem que ser repensada.

Com urgência.

 

 

Para um país com tantos voyers assumidos, e esta á aí o BBB que não nos deixa mentir,  até aonde a pratica do sexting é condenável/aceitável???

Me parece que este confronto entre voyerismo assumido X filmagem não consentinda, é uma linha tênue , que se rompre com facilidade e é realmente um paradoxo, principalmente no Brasil, que tem nas redes sociais, integrantes em números absolutos, maior do que em qualquer outro país do mundo. Orkut, Facebook estão aí pra comprovar.

E não é patrulha: eu mesma tenho participo destas redes, mas a exibição da intimidade tem que ser vista com atenção.

 

O que causa preocupação, é a intimidade exposta e principalmente, a falta de pudor que se instala.

Como combater a pedofilia, com o apelo de twitcams, ligadas por aí, corpos exibindo-se, mocinhas e garotinhos, tão novos, hormônios fervendo…

E os pais que sequer desconfiam???

Dificil.

Internet é uma ferramenta poderosa e o mundo virou uma aldeia.Daquelas de filme de velho oeste americano: casas do lado e de outro e apenas uma rua no meio.

Ao alcance de todos, com apenas um click!

Pense nisto.

1 40 41 42